alcione severo

Meus espantos...

MEUS ESPANTOS...


Meus espantos me acompanham desde que nasci.
Começaram  com as palmadas que ,sem motivo, recebi
Como outras tantas acumuladas  no caminho,
E ,certamente, ainda as que virão...

Meus espantos também vieram com amores
Carinhos e gestos belos , comoventes,
Atitudes nobres e ,até inesperadas,
Que fazem a alegria do existir...

Espantos são como orgasmos da alma humana
Que , num repente, intensos, nos libertam
Nos confortam e  estimulam continuar
Compensando a mesmice do viver...

Espantos são descobertas que fazemos
Quando aparentemente nada mais iria acontecer
São presentes que a Natureza nos envia
Nos dizendo que surpresas sempre hão de  acontecer...

Que sejas, pra meu espanto derradeiro e necessário
Benvinda com tua bagagem existencial
E tragas contigo ,minha amiga
Teus espantos pra viverem junto aos meus...!

 

 

Comentarios2

  • alcione severo

    Poesia em versos brancos ,despretenciosos e simples...!

  • LCRNC

    Perfeito.. salute



Para poder comentar y calificar este poema, debes estar registrad@. Regístrate aquí o si ya estás registrad@, logueate aquí.