jorge BRAGA

Paisagens

Palavras

imagens

recordadas

 

de um filme inteiro

 

as guardadas

passadas

imagens

palavras

recordadas

 

em cada pedaço inteiro

 

guardado

passado

na imagem

na palavra

recordada

 

sucedem as paisagens

neste desenrolar de momentos

neste desperdício de sensações

de as sentir sempre

incompletas

 

as paisagens sucedem

nestas jogadas nunca repetidas

neste tabuleiro  em que tudo

é a sensação de nada

balançando

 

as paisagens sacodem

este sentir de as ver dentro

aprendendo o que nunca se aprende

entendendo este sentir tudo

esvaziando

 

as paisagens são palavras

recordadas e acumuladas como poeira

de nuvens  de estrelas sentidas

em cada cor do branco escapada

guardada

 

as palavras são paisagens

fios desenrolados   pontes erguidas

unindo margens de as sonhar reais

pontos  marcas passadas  sonhos

vividos

 

 

 

 

Comentarios1

  • Alberto Escobar

    As palavras sao os átomos de nossas vivências.
    Uma saudaçao Jorge.

    • jorge BRAGA

      Obrigado Alberto



    Para poder comentar y calificar este poema, debes estar registrad@. Regístrate aquí o si ya estás registrad@, logueate aquí.