carminha nieves

DEIXA SORRIR

                                              

 

Sinto um não sei quê, algo que esfria a pele, um desconforto imenso. Queria dormir e acordar com o corpo quente, sentir que sou alguma coisa, menos lixo.

O amanhã de alguns quando o cabelo se tornar branco, o peso de tanto mal terem feito, encurvá-los-á. Olhos pregados ao chão, sem coragem param os levantar, pois o olhar de Deus lá do cimo, os condenarão.

Pode acontecer que nem tenham que esperar tanto tempo, talvez o amanhã, já os curve de remorsos.

Todos somos pecadores, uns sem maldade, outros por ódio. Não se pode gostar de tudo e de todos, mas é obrigatório aceitá-los.

È sempre tempo de fazer uma introspecção, meditar no que fazemos e abandonar caminhos que não são mais que o nosso para o abismo sem retorno.

Ser mentiroso compulsivo é uma doença, ninguém a pode curar só o próprio.

Reflectir, aceitar que se ultrapassou o aceitável, emendar-se é o único que não te curvará com o peso de ti próprio.

Se se consegue pedir perdão a quem se ofende, somos um pouco humanos, se assim não for somos sujidade embrulhada em altivez e desprezíveis.

Vemos a nossa sombra, mas mais nada. Nem sabes quem és. E na escuridão não és nada.

Por mentiras, mata-se, por mentiras desfazem-se lares, a verdade mesmo que doa dignifica, é água límpida que lava a lama da alma.

Sejamos, o que somos, passageiros num mundo que não é nosso e que o deixamos de um momento, sem contarmos.

Tanto magoa uma pedra polida com mentira como uma pontiaguda. A finalidade é a mesma. Magoar.

Desejava tanto que as mentes retorcidas fossem simples e normais! Seriamos todos um pouco mais felizes.

Tudo daria por ver um sorriso, em cada um. Não se compra, é-nos dado, em troca do nada de sermos humanos e doces.

Porto, 4 de Agosto de 2014

Carminha Nieves

 

Comentarios2

  • victolman

    Así es mi estimada amiga poeta, cuando uno verdaderamente acepta su realidad comienza a ver la vida de otra manera, y solo las valientes personas son las que aceptan sus errores... Más vale una persona que cató en el fango y se levantó, a otra persona que habiendose caído se sigue revolcando en el...

    Una sabia prosa nos has escrito dulce poeta...

    Mis respetos y muchos abrazos.

    • carminha nieves

      VICTOLMAN, gracias, es bondad tuya, me limito a mirar e sentir una parte de la vida, que muchos la dejan pasar sin darse cuenta. En realidad son felices. Poco sienten, se la pasan mejor que yo.
      Quizá tenga algo que me falta, o tenga sensibilidad demás.
      No puedo cambiar ni quiero mi manera de ser.
      UN ABRAZO E MUCHA FELICIDAD TE DESEO.
      Carminha Nieves

    • Lorenzo13

      Meu caro amigo Carminha , bom ler outra de suas reflexões bonitas que saem de seu belo coração, tem muita razão, para pedir perdão tão difícil e se sente uma grande paz para perdoar e ser peredonado, alegria, beijo, amigo , uma saudação, amor livre são coisas que você não pode comprar, por isso esta vida feita, o essencial não tinene preço, são livres. Desejo-lhe um grande dia cheio de bênçãos.

      • carminha nieves

        Ola. Así soy ASI ME QUIERO, ASI SOY LO QUE ALGUIEN PUEDE MIRAR DE FRENTE SIN TEMOR, A SER DESCOBIERTA LA MENTIRA DE SERMOS OTROS POR DETRAS DE LA MASCARILLA.
        Gracias por tu comentario e en portugués! Mui bien.
        Un abrazo con amistad
        Carminha Nieves





        .



      Para poder comentar y calificar este poema, debes estar registrad@. Regístrate aquí o si ya estás registrad@, logueate aquí.