bjpafa

De nota o quê?

 

De nota em punho,

desde que esteja à mão

fácil aproximação, simpatia,

fascinante excêntrico esse

que trata a nota como ela merece

que personalidade a de desprezar aquilo.

 

E ,nós, vergados à materialidade,

trabalhando mais do que precisamos

sempre assustados com o incerto futuro

com os filhos pequenos, os tios doentes,

e reforma não vai haver

Vais ver!

 

O Alberto trata de desfazer-se do dinheiro.

 

Talvez ele pense q não dure

e não considere a família,

ou os animaizinhos

executados diáriamente por falta de apoio.

Que podia ser o Bota Fora do Saloio.

 

Ora que merece inveja isso sim.

Gostava de ser demente

só um diazito assim,

do bom senso independente.

viver descabeçado

dinheiro de bêbado amassado

todo para queimar

e ser motivo

de pena e

desprezo.

Comentarios1

  • El Hombre de la Rosa

    Muy gratificante y hermosa la lectura de tu c uento amigo Mera Gente
    Saludos de amistad de Críspulo



Para poder comentar y calificar este poema, debes estar registrad@. Regístrate aquí o si ya estás registrad@, logueate aquí.