Rosa Regis

RIACHO DOS MEUS AMORES

 

 

 

Riacho dos meus Amores

 

 

 

Águas mansas, que seguem sempre em frente,

Vais levando contigo meus pensares

Quando, um dia, com o mar tu te encontrares

Conta-lhes tudo que me vai à mente.

 

Conta do amor que meu coração sente

E que, apesar de todos os pesares,

Ele está no mais alto dos pilares,

No altar-mor de um sonho permanente.

 

Vai, meu riacho, em meio ao capinzal,

Leva as lembranças que me fazem mal

Que me ficaram dos meus maus amores.

 

Leva-as ao mar, pois pode ser que o sal

Cure-lhes as mágoas de um amor-viral,

Tirando-lhes, de vez, os maus odores.

 

 

 

Rosa Regis

 

Natal/RN

 

02/11/2009

 

Comentarios2

  • Mujertaina

    Muito lindo seu poema, e muito triste...mais o rio vai leva os pesares as aguas de o mar para limpar tua alma de maus amores

    Besinhos...

    • Rosa Regis

      Yo no se hablar tu lingua, pero digo: muchas gracias!

      • Mujertaina

        eo trato de falar la tua. Mais comprendo teus belos poemas.

      • zarita

        Aguas mansas que seguem sempre enfrente
        leva contigo meus pesares
        Meu sonho permanente!
        belo.



      Para poder comentar y calificar este poema, debes estar registrad@. Regístrate aquí o si ya estás registrad@, logueate aquí.